Faça orçamentos para compras no atacado Informação e novidades em nosso blog Camisetas 12h

Sublimação ou serigrafia: qual o processo mais indicado para sua necessidade

Publicado em: 29 de dezembro de 2017

Junto com a tarefa de estampar algo, sempre surge a grande dúvida sobre qual processo utilizar: sublimação ou serigrafia? Isso acontece tanto que, na maioria das vezes, os clientes deixam essa etapa do procedimento à escolha do fabricante.

Porém, isso não deveria acontecer. Apesar do vasto conhecimento da empresa fabricante, o cliente precisa saber qual a melhor maneira de realizar o serviço, incluindo as vantagens e os riscos ao escolher determinado processo.

Por conta disso, nós estamos disponibilizando um conteúdo exclusivo para auxiliar você no momento de escolher entre esses dois modelos de estampa. Quer saber mais sobre a sublimação e a serigrafia? Então acompanhe e confira o nosso artigo até o final!

O que é sublimação?

A sublimação, como chamamos o processo de impressão por jato de tinta, já foi citada em um conteúdo anterior e trata-se de um processo muito simples, utilizando papel revestido com poliéster na superfície e tintas específicas para a tal procedimento.

Neste caso, é possível produzir uma estampa com mais detalhes, como nos casos de fotos e, além disso, o custo-benefício é praticamente o mesmo para peças em grandes volumes ou em quantidades pequenas.

A grande desvantagem da sublimação é em relação à produção, pois o material que vai receber a estampa precisa ter, no mínimo, 80% de poliéster na superfície e deve ser um tecido claro. Caso contrário, ela não vai absorver a tinta de maneira satisfatória.

O desenho ou a arte é impresso em um papel com uma tinta específica, chamada de tinta sublimática. O papel é então prensado, com calor, sobre o tecido de poliéster. Por conta das altas temperaturas a tinta evapora e, rapidamente, se adere ao tecido, completando assim a transferência de uma superfície à outra.

Vantagens da sublimação

Como citamos, a sublimação permite uma impressão de imagens com grande riqueza de detalhes e cores, sendo muito indicada para fotos, por exemplo, que necessitam de um alto nível de detalhes.

Além disso, o custo envolvido é o mesmo para fazer uma ou mil peças, por exemplo. Isso porque cada peça precisa de uma impressão, o que faz com que a sublimação seja um processo muito econômico, se comparado ao da serigrafia, principalmente para a impressão de baixa tiragem.

personalização por meio da sublimação é muito mais fácil. Basta escolher uma imagem e realizar o processo, sem maiores problemas. Isso sem contar a rapidez da aplicação, já que basta imprimir a matriz — papel com a imagem — e realizar o processo na prensa térmica.

Desvantagens da sublimação

Processo de impressão em tecido muito utilizado nos dias de hoje, a sublimação apresenta algumas restrições. O tecido, por exemplo, precisa ter no mínimo 80% de poliéster — como citamos nos tópicos anteriores. Malhas 100% algodão não permitem a aplicação por esse método.

Entretanto, talvez a maior desvantagem da sublimação seja referente às cores dos tecidos. A técnica não permite aplicação em tons mais escuros, já que não existe tinta sublimática branca. Mesmo que haja alguma tentativa de impressão em tecidos mais sombrios, a qualidade não será a mesma.

A impressão da matriz, por mais que permita uma grande riqueza de detalhes, ainda apresenta alguns limites com relação às cores e efeitos, principalmente se comparado ao que se pode obter em impressoras comuns. Desse modo, a utilização de efeitos especiais, como tintas metalizadas ou emborrachadas, não é possível via sublimação.

Sublimação em outros materiais

Um grande diferencial da técnica de sublimação é a possibilidade de aplicá-la em vários outros materiais, como inúmeros brindes. Independentemente do material, o processo é o mesmo:

  1. criação da arte;
  2. impressão do desenho em papel transfer com tinta sublimática;
  3. prensagem da arte na peça.

Como se trata de um processo relativamente simples, sua aplicação pode acontecer em vários tipos de materiais. Canecas de porcelana são um ótimo exemplo de brindes nos quais podem ser aplicados a técnica de sublimação.

O que é serigrafia?

Por outro lado, temos a serigrafia como opção para estampas. O cenário da serigrafia é diferente, pois utiliza-se de telas vazadas para preencher a arte com tinta. Elas são a base d’água e os tecidos são revestidos em pranchas térmicas, que auxiliam no processo de secagem da peça.

O destaque desse processo é a possibilidade de fabricar camisetas personalizadas em tecidos escuros. Porém, em meio a tantas vantagens, existe um desequilíbrio: cada cor utilizada no processo precisa de uma tela vazada

O que acontece é que, por conta disso, o custo das peças costuma ser alto em pedidos com pouco número de peças, mas, quando existe uma grande quantidade a ser produzida, o custo-benefício fica muito mais vantajoso.

Processo de serigrafia

A serigrafia, também conhecida como silk-screen, é um processo muito antigo, com origens que datam do século X, na China. Trata-se de uma técnica de impressão por meio de telas vazadas, nas quais certos elementos permitem a passagem de cores específicas.

São criadas telas para gravação nos tecidos. As telas, ou matrizes, correspondem a cores separadas, de modo que quanto maior for a complexidade da arte em termos de cores, mais telas terão que ser produzidas, deixando o processo cada vez mais caro.

A aplicação é relativamente simples. O tecido é posicionado sob a tela, sempre na mesma posição, e o aplicador passa a tinta com uma espécie de rodo, com cuidado para não aplicar em excesso. Esse processo é repetido para cada cor, com telas diferentes.

Existem algumas máquinas que agilizam a aplicação das tintas, automatizando principalmente a etapa de posicionamento e gravação. Após o processo, pranchas térmicas aceleram a secagem da tinta.

Vantagens da serigrafia

A serigrafia, por ser um tipo de personalização clássico e muito conhecido, apresenta uma baixa complexidade de aplicação. Existem tutoriais que ensinam a fazer as matrizes de forma completamente caseira, para se ter uma ideia.

Como é necessário criar uma matriz para cada cor, a quantidade de aplicações vai depender somente da forma como elas forem conservadas. Matrizes bem cuidadas podem durar por muito tempo!

A aplicação serigráfica pode acontecer em materiais planos ou cilíndricos e, praticamente, em qualquer outro material rígido além dos tecidos, como PVC, madeira, vidro, MDF, entre muitos outros. Já o tecido não precisa ser de poliéster, como acontece no caso da sublimação.

Para grandes tiragens, o processo de serigrafia torna-se mais barato, uma vez que o custo de produção das matrizes é diluído pelo número de peças demandadas.

Desvantagens da serigrafia

Apesar da grande quantidade de pontos positivos, a serigrafia apresenta alguns contratempos, principalmente relacionados aos detalhes da impressão. Isso porque a separação de cores via matrizes faz com que seja praticamente impossível reproduzir fotos com a mesma qualidade da sublimação.

Acontece que, em cada aplicação de cor, os detalhes vão se perdendo aos poucos, de modo que é ideal que a serigrafia seja aplicada para desenhos e outros tipos de artes. Além disso, como existe a necessidade de criar várias matrizes para cada arte, o custo envolvido é alto para um pequeno número de peças, de modo que fica mais interessante a utilização de outras técnicas.

A serigrafia é indicada para tiragens de 100 ou mais unidades, uma vez que todo o custo de produção das matrizes será proporcionalmente dividido pela quantidade de peças produzidas, já que a matriz será a mesma, utilizada repetidamente.

Por sinal, como o processo de separação das cores demanda uma matriz para cada cor, a aplicação pode ser um pouco mais dificultada, principalmente para artes mais complexas. Isso porque cada cor deve ser aplicada separadamente, o que leva a um maior número de etapas.

Em estamparias manuais, isso pode se traduzir em demora na aplicação. Entretanto, existem máquinas de automatizam cada um dos passos do silk-screen. Fora isso, os detalhes podem se perder durante o processo.

Independentemente da sua escolha, sublimação ou serigrafia são técnicas de gravação e impressão de alta qualidade com resultados muito satisfatórios. Analisando as vantagens e as desvantagens de cada uma, é possível perceber que cada técnica é recomendada para um tipo diferente de impressão, gerando resultados diferenciados. Cabe então a você escolher qual delas quer utilizar para gravar suas camisetas e brindes!

Agora que você já sabe em qual processo investir conforme a sua necessidade, basta escolher a empresa que vai realizar o serviço com segurança e altíssimo desempenho. Curtiu o post com as nossas dicas? Então assine nossa newsletter e receba mais conteúdos exclusivos como esse!

Agora que você já sabe em qual processo investir conforme a sua necessidade, basta escolher a empresa que vai realizar o serviço com segurança e altíssimo desempenho. Aproveite: dê uma olhadinha no site da Camisetas em 12 horas e faça já o orçamento sobre o pedido! Boa sorte!

Compartilhe essa postagem...

Últimas postagens:

Quais são os melhores tecidos para personalizar?

Publicado em: 7 de fevereiro de 2024

Diferenças entre os tipos de personalização melhores que o silk screen

Publicado em: 2 de fevereiro de 2024

Saiba como e onde personalizar camiseta de time com qualidade e estilo

Publicado em: 23 de novembro de 2023

Criar Estampas para Camisetas Online: Personalize agora!

Publicado em: 9 de novembro de 2023

Camiseta personalizada para evento: Como criar looks memoráveis!

Publicado em: 25 de outubro de 2023

Boné personalizado para empresa: sua marca com estilo!

Publicado em: 12 de outubro de 2023